Juliana Bilachi

Juliana Bilachi Algosini é psicóloga clínica formada desde 1999 pela UNORP – Centro Universitário do Norte Paulista – dedicando-se a atendimentos psicoterápicos e a orientação sistêmica. Especializou-se em intervenção familiar: Psicoterapia e Orientação Sistêmica pela FAMERP – Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.

Foi cofundadora do Ambulatório de Tabagismo do IMC (Instituto de Moléstias Cardiovasculares) e fundadora do Grupo de Apoio a pacientes tabagistas no mesmo local. Atuou de 2000 a início de 2006 como coordenadora e terapeuta no mesmo local. No ano seguinte, passou a atuar como psicóloga coordenadora do Grupo de Apoio a funcionários tabagistas da CETESB (Compania de Tecnologia de Saneamento Ambiental), ligada à Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Juliana ainda coordenou o grupo de apoio a pacientes tabagistas do Hospital Beneficência Portuguesa de São José do Rio Preto em final de 2008 e meio de 2009.

Em busca de maior capacitação profissional a psicóloga viajou ao exterior – principalmente América Latina e Estados Unidos – para participar de programas e debates sobre Tabagismo. Esteve presente na apresentação do Programa Smokenders, no Hospital Florida Centra Care de Orlando, Flórida (EUA) e no Ambulatório de Tabagismo do Hospital Mercy General em Sacramento, Califórnia (EUA).

Em seu projeto para fumantes que queriam parar de fumar, Juliana conseguiu resultados inéditos no país. Tendo uma abordagem diferenciada, seu método fez com que 322 dos 460 fumantes que estava monitorando conseguissem deixar o vício. A repercussão de seu trabalho motivou a psicóloga a produzir um livro “Cigarro – como corromper esse legado”, onde narra suas experiências profissionais e repassa informações importantes aos fumantes que querem parar de fumar ou àqueles que gostariam de ajudar alguém próximo na luta contra o vício.